ARTIGOS

Publicado em 08 de Abril de 2016 08:51

Compreendendo a Educação Corporativa!

Expirado

A Educação Corporativa pode ser definida como uma prática coordenada de Gestão de Pessoas e de Gestão do Conhecimento tendo como orientação a estratégia de longo prazo de uma organização.

É mais do que um treinamento empresarial ou qualificação de mão de obra. Trata-se de articular coerentemente as competências individuais e as organizacionais no contexto mais amplo da empresa

Como surgiu? - A mera repetição do trabalho e a reprodução do conhecimento eram suficientes para um bom resultado nos negócios. Aos "chefes" cabia a responsabilidade de analisar, interpretar e prospectar o ambiente de negócios e criar normas, manuais e regras que deveriam ser seguidos por todos da empresa.

Com a crescente demanda por treinar e desenvolver formam-se as áreas de Treinamento & Desenvolvimento das empresas cujo objetivo principal era desenvolver habilidades específicas, enfatizando necessidades da empresa para desempenho do empregado nas atividades operacionais, assim o chefe não ficaria sobrecarregado e poderia focar na produção em si.

Mesmo com o setor de Treinamento e Desenvolvimento as organizações começaram a perceber que não podiam mais depender das Instituições de Ensino Superior na qual encaminhavam seus colaboradores para qualificá-los. Partiram, então, para criação de suas próprias "universidades corporativas" com o objetivo de obter um controle mais rígido sobre o processo de aprendizagem (custo X benefícios).

Em 1920 a General Motors incorporou uma escola noturna para a indústria automobilística. O General Motors Institute (GMI) durante 56 anos ajudou a transformar a GM na maior montadora do planeta. Em 1982 o GMI transformou-se em uma escola independente e, em 1997, passou a ser conhecido como Kettering University.

É interessante ressaltar que o conceito de treinamento que se tinha nessa época baseava-se na concepção de "treinar" os operários a "serem executores", ou seja, apenas a usar as novas tecnologias necessárias para o desempenho de suas atividades, a partir do ensinamento de fórmulas e manuais. Às áreas de Treinamento & Desenvolvimento (T&D) cabiam apenas a função de entregar cursos ao público interno por força de demandas concretas, oferecendo programas cujo objetivo principal era desenvolver habilidades específicas, enfatizando necessidades individuais e sempre dentro do escopo tático-operacional.

Outros Modelos - Em 1972, a Fiat lançou sua própria universidade corporativa, tornando-se modelo para muitas companhias do mesmo ramo. Desenvolvendo a qualificação de seus colaboradores, vinculando aos programas de aprendizagem as metas e os resultados estratégicos reais da empresa.

Conceitos - "A missão da Universidade Corporativa consiste em formar e desenvolver os talentos humanos na gestão dos negócios promovendo a gestão do conhecimento organizacional (geração, assimilação, difusão e aplicação) por meio de um processo de aprendizagem ativa e contínua." ÉBOLI (1999).

A visão estratégica depende da aprendizagem e está depende do desenvolvimento das capacidades. Esta abordagem no que faz referência a Universidade Corporativa tende a considerar a administração estratégica como um processo de "aprendizado coletivo", visando desenvolver e explorar as competências distintas, difíceis de serem imitadas, propiciando vantagem competitiva para as organizações.

 

Objetivos Globais - Segundo Marisa Eboli, deve-se:

  • Disseminar o capital intelectual, fator este de diferenciação das empresas.
  • Despertar a vocação para o aprendizado.
  • Incentivar e estruturar atividades de autodesenvolvimento.
  • Motivar e reter os melhores talentos.
  • Contribuir para a satisfação pessoal, dentro de um bom clima corporativo.

Universidade Corporativa no Brasil - Iniciou-se na década de 90. Nessa época, a economia brasileira passou por um processo de abertura - os setores habituados ao protecionismo, viram-se diante de concorrentes do mundo inteiro. Para superar os efeitos dessa abertura, as empresas tiveram que investir pesado em treinamento e capacitação dos seus empregados, além de maquinário moderno e novas tecnologias. Em 1992, surgiu a primeira universidade corporativa do Brasil, a Académie Accor, de um grupo francês. Atualmente existe cerca de 500 Universidades Corporativas e as empresas gastam de 3% a 5% da folha de pagamento com a educação continuada de seus funcionários.

 

Tipos de Universidades Corporativas

Somente Treinamento: 

  • São simplesmente departamentos de treinamento.

Treinamento mais desenvolvimento gerencial e/ou executivo:

  • Enquanto treinamento foca as habilidades que são necessárias para uma tarefa específica.
  • Desenvolvimento refere-se a educação que visa modificar aspectos no comportamento dos executivos.

Cursos com crédito acadêmico: 

  • Por meio de parcerias acadêmicas, tem equivalência em disciplinas.

Cursos que levam efetivamente ao grau acadêmico:

  • Oferecem programas que levam ao nível de Bacharelado ou Mestrado. 
  • Para atuar neste nível a universidade corporativa deve receber credenciamento dos órgãos públicos competentes (no Brasil, a CAPES do Ministério da Educação).


Fatores Inovadores na Universidade Corporativa

Vive-se em um momento em que o mercado está cada vez mais competitivo e em busca de lucratividade. Nesse contexto as estratégias de gestão estão sendo revistas e a inovação para as organizações é o melhor meio para a sobrevivência. As práticas de educação corporativa estão intrinsecamente relacionadas ao processo de inovação nas empresas e ao aumento da competitividade de seus produtos (bens ou serviços).

Muito embora a palavra universidade nos leve a pensar em um campus físico, a versão corporativa é diferente e inovadora. A visão estratégica depende da aprendizagem e esta depende do desenvolvimento das capacidades.

Esta abordagem no que faz referência a Universidade Corporativa tende a considerar a administração estratégica como um processo de "aprendizado coletivo", propiciando vantagem competitiva para as organizações.


Melhor Universidade Corporativa do Mundo - 2015

Recebeu o prêmio internacional Global CCU Awards 2015 de Melhor Universidade Corporativa na França/ Paris. A premiação reconhece as melhores práticas e programas de educação corporativa existentes no mundo. Promovida pelo instituto Global Council of Corporate Universities (Conselho Global de Universidades Corporativas), com sede em Paris/França, tem como o objetivo estabelecer uma rede na qual os profissionais de universidades corporativas possam compartilhar questionamentos, dúvidas e ideias, bem como aprender e colaborar uns com os outros em projetos inovadores na área de educação corporativa. Candidataram-se à premiação grandes empresas multinacionais, como: Pirelli, Hilton Hotéis, Philips, Sberbank e Ernest Young. A banca avaliadora foi composta por renomados profissionais de educação corporativa de diferentes países.

Na opinião do Diretor Gestão de Pessoas do Banco do Brasil, Carlos Netto o sucesso da universidade se deve, sobretudo, à diversidade dos produtos disponíveis e à capacidade de constante inovação. "São mais de 300 soluções de capacitação oferecidas aos funcionários organizadas em Trilhas de Aprendizagem voltadas para o desenvolvimento de competências profissionais".

Além dos cursos presenciais - ministrados em 128 salas de aula, 20 auditórios e 37 laboratórios de informática espalhados por todos os Estados do Brasil a universidade oferece opções de capacitação online por meio do Portal UniBB, que recebe em média 33 mil acessos diários e no qual mais de 3,5 milhões de cursos a distância já foram concluídos.

Em 2014, a universidade lançou o UniBB Mobile, disponível em tablets e smartphones, em sistema operacional iOS (Apple) e Android - com mais de 17 mil downloads efetuados, o aplicativo possibilita obter, a qualquer tempo, acesso ao conteúdo educacional na forma de jogos, infográficos, vídeo-aulas, animações em flash, e-books etc. Os funcionários do banco têm ainda à sua disposição uma biblioteca virtual com quase três mil volumes, acessíveis 24 horas por dia, sete dias por semana. No segmento de educação continuada, milhares de bolsas de estudos para cursos de idiomas, graduação, especialização, MBA, mestrado e doutorado são ofertadas anualmente.


Benefícios:

  • Meio acessível e econômico de vincular constante aprendizagem às metas empresariais.
  • Redução de custos na contratação de profissionais.
  • É um processo de Gestão do Conhecimento. 
  • Promove o desenvolvimento dos colaboradores. 
  • Representa um diferencial competitivo frente ao mercado globalizado.

 

Fonte: Por Michele Vizechi para o RH.com.br - http://www.rh.com.br/Portal/Desenvolvimento/Artigo/10382/compreendendo-a-educacao-corporativa.html

Mais recentes

VER MAIS RESULTADOS