ARTIGOS

Publicado em 13 de Fevereiro de 2014 09:28

O que te move? Onde está o foco da sua vida hoje?

Expirado

Nosso dia-a-dia é uma loucura. Nossa rotina muitas vezes consome os momentos que poderíamos ter com as pessoas que amamos e, sem perceber, abrimos mão dos nossos sonhos, amigos e família para termos uma vida de valores superficiais, nos esquecendo que nossa oportunidade de viver e ser feliz é única.

O tempo aqui neste planeta é breve demais e temos que viver o máximo que pudermos, mas VIVER mesmo! Bronnie Ware, enfermeira que cuidou de pacientes terminais, pesquisou e descreveu os 5 maiores arrependimentos vividos por eles.

  1. "Eu gostaria de ter tido a coragem de viver a vida que eu quisesse, não a vida que os outros esperavam que eu vivesse".
  2. "Eu gostaria de não ter trabalhado tanto".
  3. "Eu queria ter tido a coragem de expressar meus sentimentos".
  4. "Eu gostaria de ter ficado em contato com meus amigos".
  5. "Eu gostaria de ter me permitido ser feliz".

Temos a crença de que precisamos abandonar nossas famílias para trabalhar pois só assim conseguiremos proporcionar a eles uma vida melhor, porém o que eles realmente precisam é da nossa presença e do nosso carinho. Nosso trabalho é importante sim, mas nossa realização profissional só será completa quando pudermos compartilhá-las com as pessoas que amamos.

Infelizmente, criamos um mundo que corre paralelamente à nossa felicidade no qual vivemos outros valores e criamos uma história que não é a que sonhamos. Se eu viver a vida dessa forma, nunca chegarei no futuro que me fará feliz.

Felicidade está relacionado a originalidade. Precisamos ser originais e buscar a realização dos NOSSOS sonhos e não dos sonhos que nossos pais escolheram para nós. A felicidade existe quando assumimos o controle do nosso próprio navio e traçamos a nossa própria rota.

A maior mentira que eu posso contar é dizer que sou feliz vivendo valores que não são compatíveis com os que acredito e deixando de viver o que realmente importa. Vou parar de acreditar que o trabalho é mais importante que a minha família e que meus amigos. Vou fazer coisas simples que me dão felicidade, como ficar mais cinco minutos na cama pela manhã dizendo à minha esposa o quanto eu a amo e o quanto ela é linda. Vou ser autêntico e controlar a minha vida. Vou deixar de ser hipócrita para ser verdadeiro e íntegro nas minhas emoções e sentimentos. Vou parar de me preocupar com o que os outros pensam ou comentam de mim... Não me importa mesmo! O que me importa é ser feliz.

Vou parar de brigar com as pessoas para provar que estou certo... Isso não vai mudar o mundo! Vou entender que as pessoas são diferentes e que tem pensamentos diferentes dos meus, e isso é maravilhoso.

Vou trabalhar de forma mais inteligente: produzir mais em menos tempo. Vou me realizar profissionalmente sem abrir mão da minha vida.

Hoje eu tomei uma decisão: serei feliz! Vou viver como se fosse o último dia de vida, como aqueles pacientes terminais viveriam... Intensamente e honestamente. Fico imaginando as pessoas no leito de morte... Tenho certeza de que, se elas pudessem viver mais seis meses, elas não iriam querem comprar um apartamento na planta ou trabalhar 12 horas por dia... Elas iriam fazer o que realmente importa.

Enfim, como dizia Érico Veríssimo, "Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente".

E você, vive pelo seus valores? Hoje eu escolho viver pelo que realmente importa e os convido a viverem também...


Professor Marcelo Sattin

Mais recentes

VER MAIS RESULTADOS